O KDT foi fundado em 2017 em Siabuwa (Distrito de Binga), uma das áreas mais secas e menos desenvolvidas do Zimbabué, pelos Tongas que aí vivem, uma minoria local da população, e tem sido oficialmente reconhecido como uma associação registada desde 2021.


Um membro da ChAYo ensinou em Siabuwa em 1986/1987. Após a independência do Zimbabué em 1980, foram recrutados professores da Alemanha, entre outros países, para dar à população negra acesso à educação.

Três dos membros fundadores da KDT eram seus alunos na altura. Ela ainda hoje está em contacto com um destes estudantes.

Os objectivos do KDT:

  • Dar poder às crianças vulneráveis através de um acesso mais amplo à educação
  • Aumentar as oportunidades de subsistência das mulheres
  • para aumentar o acesso da comunidade a serviços de saúde de qualidade

Vários projectos já foram realizados:

  • Bicicletas para aqueles cuja viagem à escola seja superior a 6 km.
  • Como não há acesso à Internet, foi criada uma biblioteca durante o encerramento.
  • Foi criado um laboratório para a escola, foi construído um viveiro de árvores e muito mais.

Foi iniciado um novo projecto:
O reservatório de água de Siabuwa secou em Outubro de 2019. Com a ajuda de doações privadas da Alemanha, quatro furos, incluindo dois tanques de água por furo, puderam ser construídos em Siabuwa e na área circundante para três escolas, uma clínica e um bairro.  Neste momento, os tanques de água são enchidos com um único gerador. Este tem de ser conduzido de um furo para o outro com um carro de bois.

O objectivo do KDT é fornecer a cada furo uma bomba de propulsão solar.

A ChAYo gostaria de apoiar financeiramente este projecto, bem como a formação de um responsável que possa manter e reparar as bombas solares quando necessário.